Os desafios da estruturação e efetiva implantação do PETIC no Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais

Os desafios da estruturação e efetiva implantação do PETIC no Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais



Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação 
Aluno  Giovani Viana Mendes    
 giovani@tjmmg.jus.br


Professora Elisamara de Oliveira, MSc, PhD
          elisaoli@uol.com.br




Resumo

  Este artigo aborda os desafios da implantação e aplicação do BSC (Balanced Scorecard) na estruturação do PETIC - Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no Tribunal de Justiça Militar do Estado de Minas Gerais. Este estudo de caso pode servir como modelo de análise de causas e efeitos a ser aplicado, subsidiariamente, em outros tribunais do poder judiciário brasileiro. Destacam-se o alinhamento de TI com a estratégia da organização e a efetiva necessidade de mensuração de indicadores para que se possam obter resultados objetivos das políticas de TI, fazendo as devidas correções de rumo em conformidade com o atingimento de metas e objetivos estratégicos. São apresentados, também, as atividades dos profissionais de TI responsáveis pela implantação do PETIC, seu acompanhamento, os desvios em relação ao planejado, as dificuldades de mensuração de alguns indicadores, a necessidade de apresentar resultados à alta direção e o recorrente realinhamento com as políticas da organização. Esse estudo, por ser calcado em moldes e resultados práticos, pode ser usado como referência para que erros sejam evitados e resultados possam ser alcançados de maneira direta com o mínimo possível de desgastes. Neste artigo procura-se apresentar o que não se deve fazer e o que não se pode deixar de fazer para que se obtenha êxito na implantação de um PETIC. Uma vez que a TI é setor transversal na organização, este artigo também aborda a necessidade de transparência e legitimidade dos objetivos da TI para que todas as áreas estratégicas possam participar e contribuir para os resultados, principalmente na esfera pública, que se submete constantemente às auditorias internas e assessorias jurídicas.